"Mas a gente não se encaixa. A gente só… não funciona junto. Nós amamos demais a nós mesmos e isso impede de gostar do outro. Nós não temos a capacidade de amar outra pessoa por inteiro. A gente se acha. A gente se orgulha demais de tudo o que a gente faz. Um quer mandar mais do que o outro, falar mais alto, dar a última palavra. Nós até nos acertamos, mas no fim brigamos e cada um segue para o seu caminho com seu amor próprio maior do que qualquer amor ao próximo, do que qualquer saudade, do que qualquer coisa que nos impeça de voltar atrás. A gente teima demais. A gente não se imagina dando o braço a torcer. Eu te entendo. A gente pensa em absolutamente tudo, menos em pedir desculpas. É difícil para você só de falar essa palavra, eu sei, para mim também é. A gente não sabe admitir que erra. A gente não sabe chorar nem agradecer e nem pedir colo. A gente quer que um adivinhe o que o outro ta sentindo. Nós não queremos ser o primeiro a fazer nada porque, na verdade, nós não temos certeza de nada quando estamos juntos. Um não deixa o outro conhecer ele por completo porque não quer mostrar as fraquezas, as inseguranças, os medos, as instabilidades, as ansiedades. Nós queremos nos mostrar um para o outro cheio de outras amizades, outros amores e outras coisas para pensar, sejam importantes ou fúteis. Nós não conseguimos dizer para alguém que pensamos naquela pessoa o dia inteiro e muito menos que ela é importante. Nós nunca deixamos alguém achar que pode mudar a nossa vida, que pode nos amar ou dizer como nós somos. Nós somos independentes até demais, eu diria. Um não deixa o outro perceber que ele é uma bagunça, uma confusão. E o pior: Uma confusão completamente megalomaníaca. Nós queremos parecer perfeitos um para o outro. Nós custamos a nos aceitar como parte da humanidade. O que nós queremos é ser de outra raça, qualquer uma, mas uma que seja perfeita. A gente é egoísta. A gente não se completa, não se transborda e nem nada disso. A gente nem se suporta. A gente quer estar junto mas não sabe como falar isso. A gente não sabe como agir. A gente acha que precisa estar sempre armado, sempre se defendendo e dizer algo como “eu te amo”, “eu preciso de você” ou “fica perto de mim” seria simplesmente abandonar as armas, seria se render. É o que a gente tem vontade de dizer, mas se render é algo que ninguém nunca vai ver um de nós fazendo." ~ Shiftable.  (via shiftable)






“Sexy lady knows what she wants out of life…”



"Você disse “oi”; eu respondi.
Você não tinha mais cigarros; eu ofereci.
Você queria andar; corremos.
Você queria beijar; eu também.
Você tinha medo; eu não.
Você tinha algo; eu não tinha ninguém.
Você me beijou. Você me beijou.
Eu queria beijar; você não sabia mais.
Eu queria correr, você fugiu.
Eu tinha você; você não queria nada.
Eu disse “oi”; você disse “adeus”.
Eu tenho tantos cigarros; você nem fuma mais.
Queria que você ligasse; você não ligou.
Queria que você falasse;i você se calou.
Queria que o tempo passasse; você voou." ~ Adiós Esteban  (via 27-06)